Dezirée & Lucca Forever

sexta-feira, julho 8

Lutar por um amor passado? ou Devo me deixar levar por alguém que me ama?

Depois de passada a fase melancólica, àquela que a gente remói a dor de um amor não correspondido ou vivido, volto a dar aos meus desabafos um pouco mais de racionalidade, se é que isso é possível, se tratando de alguém que às vezes é chamada de Envolverônica (rsrsrsr).

Para entender melhor a resposta dos questionamentos propostos nos título é necessário refletir alguns aspectos de uma relação:

Por mais que nos esforcemos no inicio de não fazer cobranças, acabamos sempre esperando algo em troca, isso porque ninguém dá sem querer receber, ainda que se esforce para não esperar muito...
Acho inclusive que é natural, afinal um relacionamento nada mais é que uma troca, de amor, de carinho, de sexo, de aprendizado, de (re)construções...

Apesar da delicadeza do início, o que considero mais complicado mesmo na construção de um relacionamento são os adereços que criamos no outro quando estamos apaixonados e que esperamos tanto serem reais que cobramos dele ou dela nossas próprias criações.

Quando a relação termina deixando para trás um ou uma apaixonada, o horror se apodera porque não é fácil de imediato retirar esses ornamentos e expectativas criadas. Nós nos apegamos a eles para não assumir a despedida, o que machuca ainda mais o coração fragilizado.

É claro que ninguém tem culpa de não corresponder a um amor, mas todos têm responsabilidade quanto a isso. Parafraseando Bob Marley: “Não desperte o amor de uma mulher, se não tiver realmente a intenção de amá-la”.
Levo isso também para as mulheres. “Não desperte o amor de um homem se não tiver a intenção de amá-lo”. 


Muitas histórias começam já fadadas ao fracasso, justamente porque um dos dois lados não está preparado (a) e muitas vezes tem absoluta consciência disso...Tenho conhecido muita gente mal resolvida, mal amada, infeliz e que de forma covarde antes de se resolver, acaba promovendo dor a quem resolveu abraça-la. 


É necessário cicatrizar-se, antes de um novo envolvimento porque a pessoa que chega, não é uma muleta que vai te acompanhar até que você recupere seus movimentos e volte à vida.E então você descarta, devolve a loja...


Não há nada mais maravilhoso do que amar, amar sem reservas, sem prisões, sem medos. Amem! 

Se devo lutar por um amor que já passou ?É possível trazer de volta a água que desce no rio?
Se devo me entregar a alguém que me ama? Uma pessoa sozinha pode amar dos dois lados?

Shaloom!

Fênix Forever


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget