Dezirée & Lucca Forever

domingo, julho 22

Cada um em si, carrega o dom de ser capaz...de ser feliz...

Em minhas desvairadas ambições de ser, trago a familiaridade latente com a diva Bethânia e por causa dela, me sinto à vontade para hoje soltar um pouco das palavras que se misturam em mim. De repente escutando-a senti um enorme impulso de escrever um pouco e lançar mão do silêncio... 


“Ou feia ou bonita ninguém acredita na vida real” ela canta e me permite continuar tentando florir minhas estradas, becos e atalhos que de tempos em tempos arrisco escolher. Fato é que depois de ter compreendido que essas escolham podem ser refeitas, pude me libertar e seguir... 

“Tô com saudade de tu meu desejo...” essa saudade que pode ser torturante é também fonte de energia e que produz uma sensação (deliciosamente enganadora) de dependência. “É tão difícil ficar sem você”, sem mim, sem nós...O que fazer quando esse pacote acaba indo para endereço errado? Respondo que não é possível prevenir-se de erros desarmônicos que desafinam músicas tão especiais... 

“Meu zen, meu bem, meu mal! Meu vinho, meu vício desde o início...” que delícia ouvir isso... Mudar formas de sentir é impossível, é coisa de DNA, existem coisas que se misturam as células... 

“É preciso amor para pulsar...” E assim eu vou tocando em frente...

Fênix Forever

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget