Dezirée & Lucca Forever

terça-feira, novembro 22

Meu jeito indefinido de ser Eu mesma...


É difícil ser quem pensamos.
É delicado assumir-se.
Parece que adotar uma posição derruba de alguma forma outras possibilidades. Somos o tempo todo levados a correr atrás de certezas, de definições, de segurança.
Quantos conflitos maquiamos por ficar no meio do fogo cruzado pensar-ser-agir. Continuo afirmando que somos um enorme turbilhão de emoções, de desejos, de redefinições. Quando descobri que podia mudar, retirei de mim toda e qualquer culpa que pudesse ofuscar meu intenso desejo de renascer. Não sei bem quem eu sou, embora algumas vezes tenha escolhido certezas de mim.
Talvez essa loucura “caleidoscópia” no melhor estilo Lispectoriano, me proteja dos estereótipos sociais que tantas e tantas vezes nos deparamos ao longo da vida.
Às vezes quero tudo, outras o nada também me conforta. O silêncio e a agitação, o êxtase e a calmaria, o claro, o colorido, o escuro...
Sinto que perdi um brilho ingênuo em meu sorriso, aquele que a gente dá absolutamente abstraída, mas ainda sim, traduzo no que existe a minha alma, o meu Eu mais verdadeiro.
O que é felicidade pra mim?? Não tenho a mínima idéia!
A única coisa que quero é continuar a acreditar que amanhã posso ser diferente...  

Fênix Forever


Um comentário:

  1. Perfeitooo! Simseramente... sem comentários! (irônico isso, não?) Hahaha! Mas você disse tudo agora!

    Beijos, linda! =D

    Cáhh Chaves.

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget