Dezirée & Lucca Forever

quarta-feira, outubro 12

Lucca, 1 ano de saudades...


Hoje faz exatamente 1 ano que Deus te levou pra ficar junto dele. Sempre gosto de escrever falando de você ou da sua irmã, não porque tenho tendências masoquistas, mas porque preciso desabafar os meus sentimentos de alguma forma...

Embora esse lembrar doa, afirmo que consegui fazer de tudo o que passamos uma grande experiência de vida. Aliás, depois de você e sua irmã compreendi a vida em uma outra dimensão e enxerguei o tempo como profundamente delicado e importante para dividir com pessoas ou algo que realmente valham a pena.

A gente nunca se cura da perda de um filho, na verdade a gente busca na lembrança dos momentos felizes confortar-se. São milhares as perguntas que brotam das nossas lágrimas, mas aos poucos vamos deixando de fazê-las por questões mesmo de sobrevivência.

Essas datas que marcam a nossa pele traduzem espaços de memória que se abrem a partir de tudo,  o cheiro, a música, o lugar, a sensação, o ambiente, tudo vem, tudo emerge...
É como se um portal abri-se no meio do presente nos trazendo de volta exatos momentos, exatos instantes, exatos segundos de uma realidade que passou.

Lembro claramente da primeira vez que eu te vi e vi sua irmã, nunca senti uma emoção tão grande, um amor tão puro e uma alegria tão intensa.... Vocês dois estão ligados em tudo, não há como resgatar a lembrança de um sem lembrar do outro, são memórias simbióticas, absolutamente dependentes uma da outra; emoções únicas e viscerais.

Tenham a certeza que mesmo sabendo de toda dor vivida, jamais me arrependi de vocês, de ter escolhido ficar e lutar por vocês.
Vocês são parte do que eu sou hoje, todo o sorriso, todo o amor, todos os olhares, cada pedaço de mim, têm vocês dois. Só pude ser exatamente quem sou, depois de ter sentido o imenso, eterno e profundo amor que tenho por vocês. Nunca estarei sozinha, nunca me senti sozinha depois de vocês.
Lucca, hoje remexi as lembranças para te dizer que vivi momentos maravilhosos durante todo esse ano, e sei que tudo isso só foi possível porque você vive em mim.

Que Deus te abençoe meu filho, te amarei em todas as vidas...

Verônica Fragoso



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget